Arquivo para ‘Roupas’ Categoria

Como montar uma loja de roupas passo-a-passo

Como montar uma loja de roupas passo-a-passo?

Como montar uma loja de roupas passo-a-passo?

Outro excelente artigo para quem quer saber como montar uma loja de roupas.
O autor montou um passo-a-passo com várias informações úteis, confiram!

Perfil do lojista

Você se vê dinâmico e sempre desperta o interesse por variações e tendências da moda, visto que ainda possui um bom dinheiro para investir em um negócio? Se sua resposta foi sim, o primeiro passo já foi dado que é o seu “interesse e envolvimento” estes servirão como engrenagem as demais ações. Além disso é importante você conhecer o seu perfil empresarial.

Agora dê o próximo passo, vá à busca do seu posicionamento de referência no mercado lojista, para isto se alie a um bom plano de negócios e planejamento de gestão. Este artigo traz alguns detalhes de um bom planejamento.

Como montar uma loja de roupas: primeiras diretrizes

Para consolidar sua ideia, antes de avaliar o mercado de concorrência, você pode levantar dados necessários do seu ponto lojista, como; O local é de fácil acesso? Há boa urbanização? Há segurança? Há movimentação de público? Existem outros lojistas no bairro?

Caso existam outros lojistas no bairro, avalie a concorrência; Procure excelência nos serviços, qualidade dos produtos ofertados, estrutura da loja, decoração, plano de relacionamento com os clientes, promoção, brindes e entre outras.

Com o resultado da pesquisa de concorrência em mãos, localize as falhas e diante destas, estruture ações que sua loja de roupas poderá suprir a carência da clientela.

Antes de começar a criar ações para o plano de serviços diferenciados da sua loja de roupas, levante dados da clientela como, poder aquisitivo se classe A, B ou C, só depois escolha o segmento lojista que mais convém ao seu público alvo.

O segmento lojista de roupas varia: lojas de roupas femininas, infantis e masculinas; lojas onde são oferecidas roupas e acessórios de marcas variadas (cabe a uma classe B em diante) Boutique com roupas de marcas exclusivas (cabe a uma classe A), lojas esportivas (cabe a bairros que possuam várias academias ou estrutura urbana que permita acesso a pratica de atividades esportivas), lojas de moda íntima, dentre outros que cabem a sua atenção como empreendedor.

Existem ainda diversas opções de negócios ligadas ao vestuário ou mesmo outros, para conhecer mais visite a área de idéias de negócios.

Escolhido o segmento lojista adequado, comece a criar seu plano de serviços diferenciados

No seu plano de serviços diferenciados  para montar a loja de roupas deve ser considerado:

  • Estrutura com áreas adequadas para; vendas – espaço de exposição do produto, caixa, empacotamento e entrega. Área de Estoque, escritório, vestiário e banheiro.
  • Decoração da loja de roupas desde moveis, pintura, iluminação, revestimento, tudo que influa uma comunicação visual adequada ao objetivo da sua loja.
  • Recrute pessoal qualificado – procure neles habilidades como, capacidade de identificar o perfil e necessidade do cliente, saber ouvir e atender bem os clientes, paciência, poder de negociação, equilíbrio emocional, presteza e agilidade e entre outras.
  • Ofereça promoção nas peças a cada final de coleção
  • A cada coleção nova ofereça brindes da loja no alcance de um valor determinado em compras.
  • Criação de cadastro de clientes, este chega a ser muito útil, por proporcionar maior conhecimento dos mesmos, em hábitos, gostos e tendências. Fica mais fácil em saber quais novidades agradará a maior parte dos clientes.
  • Facilidade em formas de pagamento
  • Seja Ético com seus clientes é valido dar uma olhada no código do consumidor, conheça seus parâmetros como empresário.
  • Segurança e higiene do local. E entre outras ações que você achar necessário.

Você já possui analise de concorrência e seu plano de serviços diferenciados, agora cabe levantar o investimento em financeiro.

Aspectos financeiros para abrir uma loja de roupas

Do financeiro, dar-se o ponto primordial que é passar do papel para idealização do negócio. Neste será necessário, destrinchar todos os custos essenciais como; pessoas, fornecedor, produtos e demais.

Liste alguns materiais que você deverá comprar para a estrutura da loja de roupas que são; Balcão de atendimento, araras, espelhos, provadores, prateleiras e estantes, telefone, fax, computadores, EFC- emissor de cupom fiscal, moveis de escritório- cadeira, mesa e arquivo.

Uma dica: Caso você possua concorrência na sua localidade? Não cometa o risco de calcular o preço de venda da mercadoria a partir dos custos e não chegar a um valor competitivo em relação aos concorrentes. Você pode fazer o contrário, comece a partir do preço de vendas praticado na sua concorrência, identifique seus custos e calcule seus lucros. Se o lucro obtido a partir dos preços da concorrência não for satisfatório? Sua loja deverá diminuir os custos.

Este tópico equivale a mais detalhes como, capital de giro mais faturamento, para maiores abrangências, você poderá adquiri-las com um plano de negócios completo. Veja também como conseguir financiamento para montar seu negocio, caso necessite de ajuda financeira para iniciar.

Planejamento para montar a loja de roupas

Defina sua missão – O que você almeja como referência ao montar sua loja de roupas que desperte interesse da clientela?

Formule objetivos: Com quais ações em serviços ou qualidade, você poderá alcançar sua missão?

Defina os planos para alcance: onde você poderá buscar mobilização para realizar estas ações, desde: pessoas, tecnologia, serviços terceirizados, produtos qualificados e entre outros.

Programe as atividades: dias, horários, prazos e metas

Organização da loja de roupas

Divida o trabalho: direção, gerência, caixa, vendas, estoque, limpeza, segurança e outros se necessário.

Designe as atividades: em horários, metas, dedicação e prazo.

Agrupe as atividades em setores e cargos: assim, você terá uma visão melhor para estruturar os funcionários em escalas e folgas. Válido, para loja que cumpre serviço de shopping ou turístico.

Definir autoridades e responsabilidade: essencial para agilidade e presteza nos serviços.

Direção da loja de roupas

Designar as pessoas: em cargos por qualificação e habilidades.

Coordenar os esforços: Manter seus funcionários integrados e dedicados as suas funções.

Comunicar: Mantenha seus funcionários atualizados com mercado de tendências e perfil da sua empresa. É importante eles terem a exatidão do seguimento da loja e objetivos da administração.

Motive: Indique palestras gratuitas sobre o varejo e tendências da moda a seus funcionários. Mostre que a busca por informação e atualização fazem a diferença.

Lidere: Com sabedoria, ouvindo seus funcionários e buscando melhorias.

Controle da loja de roupas

Defina os padrões que sua loja de roupas seguirá em vendas, recepção e serviços.

Monitore e avalie o desempenho dos seus funcionários e serviços: Avalie o interesse de alguns por melhorias e o recompense com promoção de cargo.

Ação corretiva: o objetivo maior de planos e avaliação é levantar correções para qualificação e melhoria, sempre.

Antes de começar a oferecer seus produtos legalize seu estabelecimento, procure a junta comercial do Estado ou o cartório de registro de pessoa jurídica, você poderá consultar antes o site da Junta Comercial e relacionar os documentos que serão necessários levar. Passado pela Junta Comercial, você recebera o NIRE (numero de identificação do registro de empresa) com NIRE será possível tirar o CNPJ feito pelo site da Receita Federal. Depois do seu CNPJ cadastrado procure a prefeitura para receber o Alvará de funcionamento. Procure também a Secretaria Estadual da fazenda para obter a inscrição Estadual do Estabelecimento, logo após, virá à inscrição do ICMS (Imposto sobre circulação de mercadorias e serviços) depois cadastro na Previdência Social e por fim o aparato fiscal para impressão das notas fiscais de mercadorias da loja, você poderá obtê-lo na prefeitura. Tudo em ordem e legalizado, a loja estar pronta para abrir as portas.

Divulgue sua loja com entrega de folders pela região, sinais de trânsito e demais pontos interessantes (se possível contrate promotores simpáticos para desenvolver esta ação). Válido também, serviço de som, internet e rádio. No dia da inauguração realize boas vindas com promoções.

Abrindo as portas

  • Mantenha sua loja de roupas sempre atualizada com as tendências do mercado. Para isso, busque por palestras gratuitas de varejo, qualidade do produto, serviços, tendências e vitrine.
  • Procure se cadastrar em fóruns da web sobre lojistas, nestes sempre há troca de ideias interessantes.
  • Deixe disponível na loja para seus clientes uma caixa de sugestão para melhoria dos serviços.
  • Conheça o perfil de sua clientela, você pode realizar um cadastro de clientes mais abrangente com respostas opcionais com o intuito de saber um pouco mais sobre suas preferências, ou pode realizar pesquisa de satisfação. Depois, levante dados, como hábitos, gostos e tendências dos mesmos e adéque as novidades do mercado a sua clientela.
  • Realize reuniões interativas com seus vendedores e gerente uma vez por mês. Assim você humaniza sua administração dando espaço aos envolvidos para apresentar sugestões, praticidades e até correção.

Saiba que pra ser referência no mercado é necessário ter perseverança e envolvimento.

 

Autor: novonegocio.com.br
Fonte: novonegocio.com.br
Foto: estadao.com.br

Como montar uma loja virtual de roupas

Loja virtual de roupas. Como montar uma loja virtual de roupas?

Loja virtual de roupas. Como montar uma loja virtual de roupas?

No artigo abaixo você vai encontrar informações úteis e dicas para montar uma loja virtual de roupas, então não perca tempo e aproveite o conteúdo abaixo para saber como montar uma loja virtual de roupas!

Como montar uma loja virtual de roupas

Se você trabalha com moda e está sempre de olho nas últimas tendências já deve ter percebido que as vendas pela Internet aumentam a cada mês. E se você deseja mesmo vender roupas, saber como abrir uma loja virtual é o primeiro passo para você crescer e, acredite, este post vai ajudá-la nisso.
Ao criar seu site não há problema algum em comprar um tema pronto do WordPress. Além de ser integrado a várias ferramentas gratuitas do Google, optar por esta plataforma vai agilizar o lançamento do seu site e dar tempo livre para você investir na sua estratégia de negócios. Esteja preparado para lidar com questões típicas de uma loja física como estoque e segurança.

Use ferramentas gratuitas para montar uma loja virtual de roupas

A plataforma WordPress pode te ajudar bastante a entender como montar uma loja virtual de roupas. Para montar um e-commerce, o chamado varejo eletrônico, você pode escolher um tema previamente desenhado por um design e inserir seus produtos rapidamente. Além de poupar recursos com a contratação de um programador e um designer, economizar tempo com sua infraestrutura tecnológica vai permitir que você concentre-se na sua estratégia comercial, financeira e de marketing.

Uma das vantagens de usar uma plataforma pronta é que com um usuário e uma senha cadastrados você pode facilmente inserir produtos, começar promoções, criar rapidamente páginas novas com novas categorias de serviços, instalar plug-ins de redes sociais e ter um acompanhamento detalhado dos acessos a sua loja. Destaque para o Google Analytics, uma ferramenta gratuita oferecida pelo Google que lhe disponibiliza informações sobre os acessos ao seu site.

Você pode saber de onde vêm seus clientes: se vêm do Facebook, do Google ou de um site de notícias. Pode saber de qual cidade e qual o horário que seus clientes mais acessam. Saber o tipo de computador que eles acessam: se é a partir de celulares, tablets ou computadores pessoais. Isso pode ser útil para saber qual o melhor tipo de imagens usar para oferecer uma boa experiência ao seu cliente.

E todas essas informações vão ajudar bastante a conduzir seu negócio: começar promoções específicas, vender produtos de forma mais assertiva e até mesmo criar uma estratégia de marketing de alto impacto.

Montar uma loja virtual de roupas é lidar com problemas de uma loja física

Você sabe como abrir uma loja virtual com pouco dinheiro? Saiba que não é possível ter uma loja sem um CNPJ vinculado ao seu nome. Mas abrir um negócio com pouco dinheiro é a saída para milhões de empreendedores pelo mundo. Além de emissão de nota fiscal, a carga tributária que incide sobre uma loja física incidirá sobre a sua loja virtual.

O aluguel de um imóvel para estocar seus produtos dará lugar ao aluguel mensal de um bom serviço de hospedagem de sites. Lembre-se de que para exibir seus produtos você deve usar fotos de qualidade, ou seja, arquivos pesados que exigem capacidade de armazenamento e velocidade de processamento de quem vai hospedar seu banco de dados. Atenção com memória RAM e espaço em disco ao contratar um serviço de hospedagem.

A segurança de uma loja física, que vai proteger seu caixa de um roubo, traduz-se na Internet através da segurança dos seus meios de pagamento. E uma parceria com um serviço de qualidade, como PagSeuro e PayPal, pode deixar seus clientes à vontade para digitar o número do cartão de crédito e finalizar uma compra na sua loja sem medo de ter seus dados roubados.

No Brasil, registrar uma empresa ainda é um problema. Você acaba perdendo tempo indo a repartições públicas atrás de informações, preenchendo formulários e esperando, acredite, até três meses para abrir a sua loja. Com os recentes avanços tecnológicos, certamente em pouco tempo veremos a Internet emergir como importante ferramenta para um empreendedor abrir uma empresas.

Autor: Luiz Rodrigues
Fonte: oficialize.com.br
Foto: finissimo.com.br

Como montar uma loja de roupas e obter sucesso

Como montar uma loja de roupas?

Como montar uma loja de roupas?

Separei um ótimo artigo com dicas de como montar um loja de roupas de sucesso, confiram!

Como montar uma loja de roupas bem sucedida?

Sonho de empreendedorismo para muitos, criar e manter uma loja de roupas exige disciplina e busca por conhecimento. “Hoje, o varejo é atividade para profissionais. O mercado está mais transparente”, afirma o presidente do Instituto Brasileiro de Executivos do Varejo (Ibevar) e do conselho do Programa de Administração do Varejo (Provar), Claudio Felisoni de Angelo.

Ele acredita que a competitividade do setor requer empreendedores mais bem preparados. “Não se pode mais simplesmente repassar as ineficiências da operação para o preço, porque o mercado é muito mais transparente em relação a preços e às condições que se pratica”, diz.

Com esse quadro em mente, o candidato a empreendedor precisa analisar  se gosta da atividade, se tem aptidão para ela, ou se tem aversão ao risco – que é inerente ao ramo.

Se o pretendente a lojista concluir que está no caminho certo, pode, então, começar a preparar seu plano de negócios e seguir as dicas do consultor do Sebrae Gustavo Carrer. Uma das medidas iniciais a tomar diz respeito à escolha do público-alvo.

“Sexo, renda e faixa etária são a base para a escolha. Mas o detalhamento deve ser maior. É preciso pensar no perfil comportamental dos grupos de referência, escolher a ‘tribo’, a comunidade, que a empresa buscará captar. Ao mesmo tempo, também é preciso pensar no mix de produtos”, afirma Carrer.

Vencida essa etapa, outra decisão fundamental é a escolha do ponto. Como o público-alvo e o mix já estão definidos, vai-se buscar o local que oferece mais conforto e conveniência ao futuro comprador. “Deve-se observar, também, os concorrentes que você vai enfrentar na região”, diz.

Assim, evita-se descobrir mais tarde que existem, por exemplo, muitas empresas que vendem produtos similares para o mesmo público, ou nem se encontra o publico-alvo naquela área. “O empresário pode querer um público mais sofisticado numa região mais simples, ou o inverso. Pode oferecer roupa para mulher independente e na área só haver mulher casada e com filho”, acrescenta Carrer.

Para Felisoni, existem várias formas de descobrir se um ponto é realmente o ideal. “Por exemplo, observar cuidadosamente onde esse pequeno negócio vai estar em diferentes horários, em diferentes dias e, se possível, em meses diferentes. Também é bom conversar com a vizinhança e verificar se é um fluxo de passagem.”

O passo seguinte é fazer um projeto de arquitetura e do visual, do merchandising, da loja. A quantidade de araras, expositores, prateleiras e balcões depende do mix do produto. “Ao mesmo tempo, a arquitetura tem de transmitir a mensagem correta para o cliente. Se é um público jovem, por exemplo, a arquitetura, o visual, tem de ser jovem.”

Em seguida, é a vez do plano de divulgação. “Como já se definiu o público, fica fácil saber onde ele mora, onde trabalha, quais os canais de comunicação que está acostumado a utilizar, se é mais sensível à mídia social ou à impressa. Ou seja, é preciso identificar oportunidades de comunicação e quais são os veículos mais adequados. Feito tudo isso, é preciso montar um plano de comunicação para os primeiros seis meses da loja.

No plano, também pode ser definido quando haverá promoções, lançamento de coleção e outras novidades. Carrer recomenda que o lojista tenha, desde o começo das atividades, um bom banco de dados para cadastrar e registrar os clientes para fazer marketing direto.

Inaugurado o negócio, o comerciante e conselheiro executivo da Associação dos Lojistas do Brás (Alobrás), Jean Makdissi Júnior, defende que o lojista deve ter disciplina e não parar nunca de buscar conhecimento sobre gestão e gerenciamento.

Ele recomenda que o dono não tenha foco somente no preço. “O lojista tem de pensar em se diferenciar”, diz. “Diferenciar o atendimento, trazer produtos interessantes. É óbvio que a variante preço é muito importante. Mas, se ele coloca um preço muito alto, não vende, e se coloca baixo, não viabiliza o negócio e, muitas vezes, até desvaloriza o produto. Então, ele precisa ter a medida e pensar que não é só preço que vende, é toda a combinação de atendimento, qualidade e oferta que ele vai oferecer.”

Makdissi orienta o pequeno empreendedor iniciante: “No dia a dia, não misturar suas finanças pessoais com a do negócio é essencial. O lojista deve elaborar, desde o princípio, um demonstrativo de resultados, um fluxo de caixa e fazer uma previsão orçamentária”.  São ações e medidas que exigem disciplina, mas são imprescindíveis para o sucesso.

Autor: Claudio Marques
Fonte: estadao.com.br
Foto: decoracao.novidadediaria.com.br